Mundo animal:

Poucos tutores sabem, mas os pelinhos longos e pontudos, localizados no rosto dos felinos, mais conhecidos como “bigodinhos”, não são apenas uma questão de estética. Na realidade, essa é uma das partes mais importantes da anatomia dos gatos.

As vibrissas, que vão desde os bigodes até as sobrancelhas, incluindo também os pelos nas pontas das orelhas, funcionam como um importante mecanismo sensorial no corpo dos felinos. 

À medida que vibra sob qualquer alteração do ar no ambiente, o conjunto de vibrissas forma um órgão tátil, permitindo ao gato avaliar e prever o que está vindo a seguir. No escuro, por exemplo, os longos bigodes conseguem perceber os perigos próximos que eles não enxergam.

Cabe ressaltar ainda que o comprimento dos bigodes também auxilia no equilíbrio e na localização do animal, que calcula distâncias, espaços e se aventura apenas em lugares tecnicamente “seguros”. Ah, outro fato interessante é que o tamanho do bigode geralmente é proporcional ao comprimento da parte mais larga do corpo do felino. Ou seja, gatos maiores tenderão a apresentar bigodes mais compridos.

Então, já sabe, né? Nada de tomar a iniciativa e cortar esses pelinhos tão essenciais aos bichanos. Os bigodes que forem aparados acarretarão na perda, total ou parcial, das noções táteis do felino. Ele se sentirá perdido e desorientado, podendo apresentar sinais de desequilíbrio e até sofrer quedas ao calcular um salto errado. Esse tipo de situação tende a causar frustração e irritabilidade nesses animais.

 

Horário de Funcionamento

Hospital Veterinário: 24h
Centro de Estética
Segunda a Sábado das 8 às 17h
Domingo das 8 às 13h
Pet Shop
Segunda a Sexta das 8 às 19h
Sábado das 8 às 18h
Domingo das 8 às 13h