• Exercício
    Físico

    O exercício físico é algo essencial para a felicidade dos cães. Ironicamente, é a primeira coisa que a maioria dos donos deixa de fazer. Talvez seja pelo fato de em geral não terem o hábito de fazer exercícios... Leia Mais
  • 1

13ª edição da Pet South America começa hoje

A feira traz as principais novidades criadas especialmente para os animais de estimação.

A 13ª da Pet South America começa hoje (28/10) trazendo as principais novidades e tendências desse mercado que está em constante crescimento.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil é o segundo maior mercado pet do mundo e apresenta a segunda maior população de cães e gatos, com 106,2 milhões de animais de estimação. Em 2013, o setor faturou U$102 bilhões no mundo. E no Brasil, a estimativa é chegar aos R$ 16,47 bilhões em 2014.

Essa é a maior feira de negócios do setor pet e veterinário da América Latina, que reúne veterinários, profissionais e empresas desse mercado.

Neste ano, o evento ocorre entre os dias 28 e 30 de outubro no Expo Center Norte, em São Paulo. Serão mais de 350 marcas nacionais e internacionais, que vão trazer novas soluções, produtos e serviços de diversas áreas como saúde animal, beleza, higiene e comidas para peta.

O Portal do Dog estará presente para mostrar as novidades do mundo pet.

logo-pet-pt2

Saiba como agir em casos de queda de cachorro ou gato e quais são os primeiros socorros adequados

Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/queda-cachorro-gato/

Saiba como agir em casos de queda de cachorro ou gato e quais são os primeiros socorros adequados

Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/queda-cachorro-gato/

Saiba como agir em casos de queda de cachorro ou gato e quais são os primeiros socorros adequados

Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/queda-cachorro-gato/

10 maneiras de ajudar gatos e cachorros de rua

Um guia com sugestões e endereços de organizações não governamentais e associações que trabalham para trazer uma vida digna para cães e gatos de rua ou abandonados

Lígia Menezes

Edição 0120

 
 

Veja como você pode ajudar os gatos e cachorros que moram na rua
Foto: Selmy Yassuda

Você pode sim adotar um cão ou um gato abandonado. No entanto, existem outras formas dar uma mão para esses bichinhos.

1. Doe ração, acessórios e remédios veterinários

Muitas ONGs estão superlotadas e não conseguem fundos para alimentar todos os animais, ficando com seu orçamento no vermelho na maioria dos meses. Por isso, doar ração todos os meses é um ótimo jeito de “adotar” um cãozinho ou gato sem ter espaço dentro de casa. Um pacote de 20 quilos custa, em média, R$ 80. Pesou? Doe um pacote mês sim, mês não. Além disso, você também pode doar acessórios, como coleiras usadas, roupinhas e cobertores para as instituições. Remédios dentro do prazo de validade também são aceitos.

2. Siga e compartilhe no Facebook

Diversos animais conseguem lares através do compartilhamento e comoção gerada em redes sociais. Por isso, ajude a causa compartilhando as ações delas no seu Facebook. É uma forma de auxiliar sem gastar nada -apenas alguns segundos do seu dia.

3. Ajude com dinheiro

Se você pode contribuir com dinheiro, vez ou outra, faça uma doação através de depósito bancário para instituições de sua confiança. Vale, porém, acompanhar o trabalho da instituição, para ver se o dinheiro está sendo gasto de maneira consciente. Não há valor mínimo para doar.

4. Abra suas portas temporariamente

Muitas ONGs precisam de lares temporários, pois estão com seus espaços lotados para acolherem mais animais de rua. Por isso, se você quer ser um dono temporário, precisará se inscrever em sites e passar por entrevistas e vistorias. Tenha em mente, porém, que você é o dono temporário e que a qualquer momento o bichinho pode ir embora. Cabe lembrar também que muitos donos temporários acabam se apegando aos animais e os adotando definitivamente.

5. Divulgue notícias de maus tratos e de animais perdidos

Para que a criminalidade relacionada a animais diminua, a sociedade precisa ficar atenta e não deixar que pessoas que os maltratam saiam impunes. Fiscalizar através de redes sociais funciona. Você se lembra do caso da enfermeira, que em dezembro de 2011, agrediu um cãozinho da raça Yorkshire até a morte? Graças a postagens em redes sociais, o vídeo teve mais de 60 mil acessos em um único dia e ainda atingiu os Trending Topics (assuntos mais discutidos) do Twitter. Porém, a punição para esses casos ainda não é como os protetores dos animais gostariam que fossem: a enfermeira não foi presa, terá apenas de pagar cestas básicas ou prestar serviços à comunidade. Ao menos, graças às redes sociais, não ficou impune. Por isso, se você abraça a causa, compartilhe notícias de maus tratos em sua rede e acompanhe o caso – não deixe que caia no esquecimento. Ah, compartilhar casos de animais perdidos também pode ajudar os bichinhos a encontrarem os donos novamente.

6. Adote um amigo

Em vez de comprar um animal de estimação, pense em adotar de ONGs e abrigos. A vantagem é que há cães e gatos de todas as idades, que se adaptarão a todos os perfis de donos – desde os mais calmos aos mais agitados. Adotar os mais idosos traz outra vantagem: o temperamento dele não mudará, ideal para quem mora em apartamento e precisa de animais mais calmos.

7. Faça trabalho voluntário

Algumas instituições, como a Gatos do Campo de Santana, organizam dias para voluntários ajudarem, como Dia do carinho, Dia do banho, entre outros.  Além disso, muitas ONGs precisam de voluntários fixos. Basta querer ajudar e se comprometer mensalmente.

8. Assine petições contra abusos

Ficou sabendo de uma nova petição que protegerá os animais? Entre no site, assine e divulgue entre sua rede de conhecidos. O Instituto Nina Rosa publicou uma lista de petições que precisam de assinaturas. Veja aqui.

9. Apadrinhe um animal

Você ama animais, mas não pode tê-los em casa por motivos diversos? Então, apadrinhe um. Diversas ONGs, instituições e associações oferecem essa opção. Funciona assim: você fica responsável por um animal específico, contribuindo em dinheiro para o bem-estar dele, até que ele seja adotado. Também pode visitar e levar muito carinho.

10. Socorra ao ver um animal doente na rua

Caso veja algum animal atropelado ou doente, preste socorro, levando a uma instituição ou a um hospital veterinário mais próximo. Muitos hospitais, ao saberem que o animal é de rua, cobram um preço mais barato. Além disso, os animais de São Paulo estão prestes a ganhar um Hospital veterinário público. O projeto é do vereador Roberto Tripoli (PV) e já foi aprovado pelo prefeito Gilberto Kassab. Ficará localizado no bairro do Tatuapé, zona leste da cidade. Veja o que fazer caso encontre um animal de rua que precisa de ajuda:

· Após levar ao hospital, divulgue que você encontrou o animal, com cartazes pelas ruas e também em redes sociais. Deixe o cartaz em clínicas veterinárias próximas e pet shops.

· Se não encontrar os donos e você não puder ficar com o animal, recorra a uma ONG ou a algum amigo ou parente.

5 Instituições, ONGs ou associações para ajudar

SOS Gatinho de Rua

Localizada em Brasília, a instituição ajuda 90 cães e 220 gatos. Aceita doações de ração, acessórios, medicamentos, camas, cobertores, comedores, material de construção e doação em dinheiro. É possível também apadrinhar animais e ser voluntário para visitas, escovação e banho. No site você encontra mais informações e também os animais disponíveis para adoção. Veja o Facebook aqui!

Projeto Bicho de Rua

Localizado em Porto Alegre (RS), o Projeto Bicho de Rua foi criado por um grupo de amigos para promover o bem-estar animal. Oferece animais para adoção (cães, gatos, coelhos, cavalos, entre outros) e estimula a guarda responsável. Não possuem abrigo próprio. Funciona como uma Rede Solidária de apoio à causa, fazendo a divulgação de abrigos e indo atrás de recursos financeiros. Ou seja, captam recursos para comprar alimentos e pagar castrações e outras necessidades de ONGS cadastradas. Saiba mais em: www.bichoderua.org.br. Facebook: www.facebook.com/paginadobicho

Gatos do Parque

A Gatos do Parque é um grupo de protetores de gatos independentes de Fortaleza (CE). Além de doações em dinheiro para castrações, aceitam rações para adultos e filhotes, medicamentos diversos (vermífugos, vacinas, entre outros) e areia higiênica. Também precisam de lares temporários e/ou definitivos, pois não contam com abrigo próprio. Para ver os animais para adoção e ter mais informações, entre aqui. Facebook: http://www.facebook.com/gatosdoparque

Adote um Gatinho

A Adote um Gatinho é uma ONG com mais de 400 gatinhos abrigados, para adoção. Aceita todo tipo de doações: dinheiro, rações, remédios, cobertores, areia sanitária, caixa de transporte e tudo o que servir para gatinhos. Também cadastra voluntários para lares temporários e permite apadrinhamento dos animais, a partir de R$ 30 por mês. Caso você queira ser voluntária, também pode. Todo contato é feito pelo site: http://adoteumgatinho.org.br. Facebook: http://www.facebook.com/#!/adoteumgatinho

SOS Vida Animal

A SOS Vida Animal é uma ONG que trabalha na educação da comunidade, na cidade de Londrina, visando esclarecer à população em relação à guarda responsável de cães e gatos. Eventualmente, também animais de carga, como cavalos. Aceita doações de rações, acessórios e medicamentos, além de doações em dinheiro. Precisam de voluntários para lares temporários e padrinhos para os animais. A cada 15 dias, também realiza feira de adoções. Se você quiser ser um voluntário, a ONG aceita veterinários, adestradores, pessoas que topem passear com os animais e também participar das feiras e de banhos coletivos. Informações em www.sosvidaanimal.org.br e Facebook: www.facebook.com/sos.vidaanimal

Cachorro ganha 15 mil dólares por mês trabalhando como modelo

O cão Bodhi tira fotos com roupas de grifes masculinas.

Ele é um modelo lindo, estiloso e chega a faturar 15 mil dólares por mês com seu trabalho. Mas ele não é humano, nós estamos falando de um cachorro!

O cão Bodhi é da raça Shiba Inu, tem 5 anos de idade e mora em Nova York.

O cão Bodhi ganha muito dinheiro trabalhando como modelo. (Foto: Reprodução / Fast Company)

O cão Bodhi ganha muito dinheiro trabalhando como modelo. (Foto: Reprodução / Fast Company)

O que começou como uma brincadeira de seus tutores, tomou grandes proporções e agora o cão sustenta a família.

O casal David Fung e Yena Kim são os tutores de Bodhi. Eles conseguiram largar seus empregos em abril de 2013 graças ao talento do cão.

O cão Bodhi com seus tutores Yena Kim e David Fung. (Foto: Reprodução / Fast Company)

O cão Bodhi com seus tutores Yena Kim e David Fung. (Foto: Reprodução / Fast Company)

David contou que, na primeira vez que vestiu Bodhi foi só por diversão. Mas o cachorro começou a fazer poses e ele divulgou a foto no Facebook.

O Portal do Dog já mostrou o Bodhi, mas seu trabalho cresceu muito no último ano.

Atualmente, o perfil do cachorro (Menswear Dog) é um sucesso em diversas redes sociais, com mais de 150 mil seguidores no Instagram, 224 mil seguidores no Tumblr e 93 mil pessoas já curtiram sua página no Facebook.

Ele já fechou contrato com diversas grifes de roupa masculina.

O shiba inu no estúdio, durante campanha para uma grife. (Foto: Reprodução / Instagram)

O shiba inu no estúdio, durante campanha para uma grife. (Foto: Reprodução / Instagram)

Com seus contratos fotográficos, aparições especiais e patrocínio em suas publicações no Instagram e Tumblr, o cão Bodhi ganha cerca de 15 mil dólares por mês (algo em torno de 36 mil reais).

E quer saber quanto ele fatura em um mês ruim? De acordo com David e Yena, faz muito tempo que eles ganham pelo menos 10 mil dólares.

Veja mais fotos desse grande modelo canino:

Fazer pose é com ele mesmo. (Foto: Reprodução / Instagram)

Elegante. (Foto: Reprodução / Instagram)

Fazer pose é com ele mesmo. (Foto: Reprodução / Instagram)

Fazer pose é com ele mesmo. (Foto: Reprodução / Instagram)

Bodhi consegue até mesmo fingir que está com frio. (Foto: Reprodução / Instagram)

Bodhi consegue até mesmo fingir que está com frio. (Foto: Reprodução / Instagram)

Não podia faltar uma selfie. (Foto: Reprodução / Instagram)

Não podia faltar uma selfie. (Foto: Reprodução / Instagram)

Dando uma piscadinha. (Foto: Reprodução / Instagram)

Dando uma piscadinha. (Foto: Reprodução / Instagram)

Look para o trabalho. (Foto: Reprodução / Instagram)

Look para o trabalho. (Foto: Reprodução / Instagram)

Fonte: Fast Company

Pesquise no site

Quem Somos?

O site “EU AMO ANIMAIS” foi criado com o objetivo de proporcionar a todos que são apaixonados pelos animais, uma forma agradável de interação com outros apaixonados, uma forma segura de tirar dúvidas sobre alimentação, cuidados de saúde e higiene, além de informação sobre tudo o que acontece no “Mundo Pet”!

A saúde do meu pet

Quando adquirimos ou ganhamos um animal de estimação, devemos estar cientes  que, se for um cão ou um gato, por exemplo, podem te fazer companhia por até mais de 15 anos! Desta forma, eles precisarão de  cuidados básicos para terem uma vida com saúde e alegria!

Curta nosso Face