Inverno:

O Inverno já começou e a população da capital baiana está sentindo na pele a mudança de tempo, a exemplo das chuvas em excesso e a diminuição da temperatura. Além dos seres humanos, cães e gatos também podem sofrer com essa oscilação, principalmente no quesito frio.

Cães com pelagem curta são os mais afetados, mas isso não quer dizer que os mais peludos, como Poodles, Maltês e Chow Chows, não sintam frio. Por isso, muitas vezes, é inevitável que eles sejam acometidos por resfriados, cujos sintomas são muito parecidos com os dos humanos, a exemplo de tosses, espirros, coriza, febre e falta de apetite.

Existem ainda outras formas de investigar, de forma leiga, se o pet está ou não resfriado. No caso dos cães, se as pontas das orelhas estiverem geladas, é sinal de que estão sentindo frio. Quando estão com febre, o focinho fica seco e quente. É importante ressaltar que havendo qualquer tipo de mudança no comportamento do animal, é importante leva-lo ao veterinário para ter o real diagnóstico.

Cuidados:

Para aquecer o pet e evitar o surgimento de doenças e viroses, seguem algumas dicas: na hora do banho, é fundamental usar água morna e secar completamente o animal. Em dias mais frios, o procedimento pode ser evitado. Em relação à tosa, o ideal é não tosá-lo totalmente, deixando uma certa quantidade para proteção.

O local de dormir também requer atenção. O dono do bichinho deve observar se a casinha ou a caminha do animal está molhada ou úmida. O bacana é um lugar seco, aconchegante, macio e aquecido, evitando locais abertos e com muita ventilação.

 

Horário de Funcionamento

Hospital Veterinário: 24h
Centro de Estética
Segunda a Sábado das 8 às 17h
Domingo das 8 às 13h
Pet Shop
Segunda a Sexta das 8 às 19h
Sábado das 8 às 18h
Domingo das 8 às 13h