Estou grávida e tenho um gato: E agora Dr.?

É muito comum ouvir que alguma mulher teve que doar o seu gatinho ao ficar sabendo que havia ficado grávida, mas o que pouca gente sabe é que a contaminação não se dá de maneira tão simples. Não é porque você tem um gato em casa que obrigatoriamente você irá contrair a doença.

A toxoplasmose, doença causada pelo Toxoplasma gondii, apavora as futuras mamães que já tem um gatinho em casa, pois uma das vias de transmissão da doença se dá através das fezes de animais infectados, porém esta não é a única maneira de se adquirir a infecção, como explica o Médico Veterinário, Mateus Bastos.

“Para contrair a doença, antes de qualquer coisa, o gatinho precisa está eliminando as formas infectantes do protozoário através das suas fezes, se ele estiver, para que a gestante seja infectada é necessário que a mesma entre em contato direto com as fezes do animal e leve a mão até a boca ou inspire os “ovinhos” do parasita, presentes nas fezes ressecadas, que ficam em suspensão no ar após a manipulação da caixa sanitária, porém, é sabido que a ingestão de alimentos de origem animal cru ou mal cozido, bem como frutas, legumes e verduras mal lavadas podem transmitir também a toxoplasmose, sendo esta via mais perigosa”, destacou.

Ainda segundo o Drº Mateus, cuidados básicos podem ser utilizados pelas gestantes e donas de gatos, reduzindo bastante à probabilidade de infecção. “Lavar sempre as mãos e fazer uso do álcool em gel, solicitar que outra pessoa realize a higiene da caixa de areia, não comer saladas feitas fora de casa “onde não se sabe a procedência da limpeza” e alimentos de origem animal cru ou mal cozido e cuidados ao tratar carnes, pois através de pequenos cortes na pele é possível a transmissão, caso a carne esteja contaminada. Estas são algumas atitudes simples que podem afastar a doença das futuras mamães, sem que o seu Pet precise ser doado”, completou.

A jornalista e gateira, Irani Nogueira, é prova viva de que o convívio com os felinos não causa nenhum mal. “Sim eu estou grávida e eu tenho gato. É isso mesmo, quando eu descobri que estava esperando o meu pequeno Anthony, as pessoas me abusaram muito falando sobre o risco da contaminação pela toxoplasmose e todos davam palpites dizendo que eu deveria doar as minhas gatas (tenho duas a Nina e a Florzinha). Depois de ler um pouco sobre o tema e procurar orientação com especialistas, descobri que a história não era bem assim. Hoje estou com oito meses de gestação e estamos todos bem e saudáveis”, argumentou.

Para concluir ela deixou um recado para as futuras mamães. “Não se deixe levar por tudo que as pessoas dizem, muita gente fala sem ter conhecimento de causa. A melhor coisa é pesquisar, procurar por especialistas que vão saber te orientar da melhor forma possível. Não abra mão do seu gatinho só porque você está grávida, no meu caso, a família só cresceu”, finalizou.

Horário de Funcionamento

Hospital Veterinário: 24h
Centro de Estética
Segunda a Sábado das 8 às 17h
Domingo das 8 às 13h
Pet Shop
Segunda a Sexta das 8 às 19h
Sábado das 8 às 18h
Domingo das 8 às 13h