Chip para animais: Como funciona a implantação?

Uma novidade vem ganhando destaque e pode contribuir de maneira efetiva para, junto à identificação, reforçar a proteção e encontrar com ainda mais facilidade cães e gatos que se perderam de seus lares: é o chip para animais.

Quer entender melhor essa tecnologia, para o quê ela serve e como funciona o processo de implantação? Continue a leitura deste post e tire as suas dúvidas sobre esse assunto!

O que é o chip para animais?

O chip ou microchip é um dispositivo do tamanho de um grão de arroz, que é implantado sob a pele do pet. Por meio de um leitor específico, ele apresenta o seu código, que contém informações sobre o animal, como meio de contato com o dono, raça, porte, idade, entre outros dados relevantes.

Os dados contidos nos dispositivos ficam armazenados em bancos de dados online.

Por que implantar chip para animais?

A implantação de chips não é uma novidade, pois isso já vinha sendo feito em animais silvestres ou que foram resgatados.

Percebeu-se, porém, que ele também poderia ser útil sendo implantado em animais domésticos, de modo a identificá-los e facilitar a obtenção de informações sobre um animal perdido nas ruas.

O microchip, por sinal, já é obrigatório para animais que vão viajar para a Europa e Japão.

Como funciona o processo de implantação?

Algumas clínicas veterinárias, pet shops e Centros de Controle de Zoonoses já fazem a implantação do chip em cães e gatos.

Apesar de não ser algo de risco e não provocar qualquer tipo de dor no pet, é preciso, porém, escolher um local de qualidade e que tome os devidos cuidados durante a implantação. Garantir que a empresa fabricante do chip é segura e que faz um produto de qualidade, é imprescindível.

A implantação não precisa de cirurgia e é feita por meio de uma seringa com agulha mais grossa, no pescoço do animal, sem ter a necessidade de aplicar anestesia. Não vai ser necessário fazer manutenções ou troca do chip com o passar dos anos.

E não são só os cães e gatos que podem receber esse tipo de identificação. Bois, peixes, cavalos, morcegos, aves e ratos também podem ser contemplados.

 

Fonte: Blog do Pata

 

Horário de Funcionamento

Hospital Veterinário: 24h
Centro de Estética
Segunda a Sábado das 8 às 17h
Domingo das 8 às 13h
Pet Shop
Segunda a Sexta das 8 às 19h
Sábado das 8 às 18h
Domingo das 8 às 13h